segunda-feira , 25 setembro 2017
Capa / Últimas Notícias / Record exibe série “The Bible” e quer alcançar a Globo

Record exibe série “The Bible” e quer alcançar a Globo

images

A Rede Record fez o anúncio oficial de sua nova programação na manhã desta terça-feira (26), e uma das apostas da emissora que quer se equiparar em audiência e faturamento à Globo, é a minissérie “The Bible”.

Em 2013, a Rede Record completa 60 anos, e desde 1991 é propriedade do bispo Edir Macedo, fundador da Igreja Universal do Reino de Deus. Muito de sua programação passa pelas mãos de pessoas ligadas à igreja.

Entre as diversas novidades, a emissora celebrou o fato de atualmente ter 15 horas de atrações ao vivo e de ser a segunda maior produtora de conteúdo próprio do Brasil.

Walter Zagari, vice-presidente comercial da emissora, afirma que pretende continuar investindo alto. A série José do Egito, por exemplo, tem um custo de R$ 2,2 milhões por episódio.

Possivelmente a maior aposta para este ano é justamente a exibição da minissérie “The Bible”, considerada um dos maiores sucessos de audiência deste ano e já foi vendida para vários países.

A produção do History Chanel, narra ao longo de 10 horas as mais famosas histórias bíblicas, como o Dilúvio, o Êxodo, Daniel na cova dos leões e, claro, a vida de Cristo. Os roteiros foram revisados por teólogos e estudiosos. A produção foi de Mark Burnett, e sua esposa Roma Downey, que também interpreta Maria, mãe de Jesus.

Evangélicos, Mark e Roma declararam: “Entendemos humildemente que trata-se de uma oportunidade de dar a esta geração vida nova através das profundas histórias da Bíblia. Sabemos que a Bíblia dá significado e propósito para bilhões de pessoas em todo o mundo, e deverá despertar a curiosidade de alguns milhões de pessoas”. Nos EUA, seu último capítulo vai ai ar em 31 de março, domingo de páscoa. A Record não divulgou quando exibirá a produção.

Record quer alcançar a Globo em 5 anos

A Record deve se equiparar em audiência e faturamento à Globo, líder no mercado brasileiro de TV aberta, “em no mínimo três anos e no máximo em cinco”.

O objetivo foi determinado pelo “empresário Edir Macedo à direção da emissora”, segundo afirmou o vice-presidente comercial da Record, Walter Zagari, em encontro com o mercado publicitário, ontem, em São Paulo.

A diferença a ser eliminada em faturamento é hoje de R$ 8,28 bilhões, nas contas de Zagari. “Nós faturamos R$ 1,720 bilhão em 2012. A Globo faturou RS$ 10 bilhões.”

A Globo não divulga seu faturamento.

Quanto à audiência, pelos cálculos da Record, “hoje eles [Globo] têm 50% de share e nós temos 45% disso no mercado nacional”.

A assessoria da Globo diz que, segundo dados do Ibope, das 18h às 24h, quando a Globo tem 51% de share, a Record tem 13%.

Como razões da distância entre o primeiro e o segundo lugares, Zagari diz que a Globo tem “quatro novelas no ar, enquanto a Record tem uma” e que “eles têm futebol, Carnaval e Fórmula 1; nós, não”.

Para encostar na liderança, a Record investe em dramaturgia. O plano da empresa é ter “duas novelas [simultaneamente] no ar no ano que vem e três em até três anos.”

De olho em “audiência, prestígio e patrocínio”, a Record incrementa os valores de produção. “Cada episódio de ‘José do Egito’ [série bíblica] custa R$ 2,2 milhões, enquanto um capítulo de ‘Salve Jorge’ [a novela das nove da Globo] sai por R$ 955 mil”, diz Zagari. Segundo a Globo, o custo médio de um capítulo de novela é de R$ 700 mil.

Sobre jonathan

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*