segunda-feira , 18 dezembro 2017
Capa / Últimas Notícias / ONG de pastor cria abaixo assinado por educação, saúde e segurança no “Padrão FIFA”; Filho do organizador é preso injustamente nos protestos

ONG de pastor cria abaixo assinado por educação, saúde e segurança no “Padrão FIFA”; Filho do organizador é preso injustamente nos protestos

brasil-padrão-fifaEm meio às dezenas de protestos da sociedade que tomaram o país nos últimos dias, a ONG Rio de Paz lançou uma campanha exigindo do Governo “escolas, hospital e segurança no padrão FIFA”. Liderada pelo pastor presbiteriano Antônio Carlos Costa, a ONG lançou um abaixo-assinado no site Change.org pedindo apoio da sociedade para que seja cobrado das autoridades o mesmo empenho que tiveram para construir arenas para a Copa das Confederações, em relação à educação, saúde e segurança pública.

Além da petição on-line, integrantes da ONG, inclusive o pastor que lidera o movimento, estiveram nas ruas do Rio de Janeiro protestando junto aos cerca de 100 mil manifestantes que tomaram as ruas da cidade nessa segunda feira.

– Os estádios de futebol brasileiros estão agora no “padrão FIFA”, o que demandou investimento imenso e obsceno de verba pública. O esplendor dessas arenas esportivas, que emergiram perante os olhos de milhares de brasileiros, contrasta com o estado de penúria das nossas escolas, hospitais, estradas, transporte público, redes de esgoto, presídios, sistema de segurança pública, condições de moradia de milhares pobres. – diz o texto publicado junto à petição, que diz ainda que o povo brasileiro foi atingido em sua alma ao ver no governo “vontade política para construir e reformar campos de futebol e não demonstrar o mesmo empenho visando a solução de problemas sociais crônicos”.

O texto segue exigindo do poder público que sejam apresentados projetos transparentes para elevar as escolas e hospitais do país ao mesmo “padrão dos países desenvolvidos” que os estádios que sediarão a Copa.

– Em suma, queremos democracia associada a justiça social. Anelamos pelo cumprimento da Constituição Federal. Desejamos que os gastos públicos sejam determinados por uma hierarquia de valores, cujo ponto de partida seja o direito à existência digna. Sonhamos em viver num país onde a vida humana tenha valor. – finaliza o texto do manifesto.

A participação da ONG nos protestos que aconteceram nas ruas do Rio foi marcada pela prisão injusta do filho do pastor que lidera o movimento. O estudante de economia Matheus Mendes Costa, foi detido pela polícia durante os protestos acusado do crime de formação de quadrilha. De acordo com reportagem da Record, Matheus foi preso junto a um grupo de 25 manifestantes, entre eles um cadeirante e um morador de rua. Advogados da Comissão de Direitos Humanos da OAB acompanharam a prisão e relataram que os policiais responsáveis pelo ato foram detidos pelo crime de abuso de autoridade.

– Privado de minha liberdade pela força autoritária da PM, só pude ser liberado sob pagamento de fiança (o crime de formação de quadrilha é afiançável e a fiança é determinada pelo delegado) no valor de RS$3mil; por ser estudante só pude ser liberado através da ajuda de meu pai, meu tio Miguel Costa, um amigo de meu pai e meu amigo Gabriel Telles. – relatou o estudante em seu perfil no Facebook.

O pastor Antônio Carlos também usou as redes sociais para manifestar sua indignação com a prisão de seu filho que, segundo ele, foi retirado brutalmente do seu lado por policiais, que nem mesmo explicaram o motivo da prisão.

– O que fizeram com o meu filho Matheus é repugnante. Simplesmente lhe imputaram a culpa sem apresentação de provas. – protestou o pastor através do Twitter, canal através do qual segue divulgando a campanha por um “Brasil Padrão FIFA”.

– Se houve vontade política para fazer belos estádios de futebol, deve haver também para se construir belos hospitais e escolas. – afirma o pastor.

Sobre jonathan

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*